You and both♥
keep this short.
O silêncio é como se fosse água. Daquela água pura da montanha que se bebe directamente pelo coração.

Nós mulheres somos viciadas no amor. Nas borboletas na barriga. Gostamos de gostar. Pior que isso, quando é suposto deixarmos de amar, gostamos de continuar a gostar, de nos sentirmos mal, de sermos a mais tristes das infelizes. De chorar sozinhas. De ficarmos quietas no nosso canto. Masoquismo puro! Precisamos de algum tipo de (des)amor e somos movidas a sentimentos.
Eles não. Calam, engolem e avançam.
Coisas de gaja…

posted Há 5 horas with 0 notas

Complicada eu? Nada!!

Sou endiabradamente sossegada
Sou levianamente bem comportada
Sou efusivamente tímida
Sou despreocupadamente ansiosa
Sou terrivelmente doce
Sou duramente sensível
Sou desprendidamente possessiva
Sou calmamente apressada

E tu? Quem és?

posted Há 5 horas with 0 notas

A vida são encontros. A vida é quem connosco se cruza. É quem connosco atravessa os dias e com isso faz o sol brilhar. É com quem embatemos numa esquina e nos faz alterar o caminho, só porque alguém nos vai acompanhar. É o mudar planos e certezas, só porque sim.

A vida são desencontros. É o passar na rua certa um minuto depois. É olhar para o lado errado porque um som nos distrai. É o não ouvir o telefone nos vinte segundos de coragem insana de alguém. É escolher as escadas quando o elevador era a melhor opção.

A vida é uma junção de encontros.
E de desencontros.

posted Há 5 horas with 0 notas

Sou uma tempestade que desaba imprevisivelmente. Sou um furacão que tudo leva na frente. Um terremoto que consegue abanar o mais estável dos pilares. Um tufão que desarruma. Um vendaval que assusta. Uma trovoada que intimida.

Mas também sou um redemoinho de emoções. Um dilúvio de lágrimas ou uma inundação de risos. Sou um glaciar de indiferença ou um vulcão de paixão. Um nascer do sol enérgico e um ocaso descansado. Uma aurora boreal, se para mim tiverem paciência e audácia, ou um incêndio que devasta o que não agrada.

Sou como a natureza: imprevisível para quem me desconhece. Mas facilmente controlável para quem se dá ao trabalho de me desvendar.

posted Há 5 horas with 0 notas

Assim sou eu. Metade miúda rebelde e inconformada. Metade senhora que já sabe o que quer.
Metade que brinca pela vida de cara lavada, que se diverte, que faz disparates e tropelias, que ri até não conseguir mais. Que quer colo até mais não. Metade crescida e responsável. Ajuizada, calma e ponderada. Sensata e confiável. De salto agulha, vestido e maquilhagem. Que te ouve até à exaustão.
As minhas metades não se separam. Fazem de mim aquilo que sou. Não estranhes se me confundires numa e noutra. Eu sou ambas. Depende daquilo que eu estou disposta a que conheças.

posted Há 6 horas with 0 notas
As mulheres gostam que lhe digam palavras de amor…o ponto G está nos ouvidos.
posted Há 6 horas with 1 nota

Às vezes é preciso dormir, dormir muito. Não para fugir, mas para descansar a alma dos sentimentos. Quem nasceu com a sensibilidade exacerbada sabe quão difícil é engolir a vida. Porque tudo, absolutamente tudo devora a gente. Inteira.

[Marla de Queiroz]

posted Há 6 horas with 0 notas
Sonhei-te.
beijavas-me o rosto, depois os lábios, deixávamos que o beijo não dissesse tudo, que o abraço o completasse mas que não bastasse ainda…
e perdemos a noção.
Quero sonhar-te hoje outra vez.
Vens…?
posted Há 6 horas with 0 notas

"Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva
Não faz ruído senão com sossego.
Chove. O céu dorme. Quando a alma é viúva
Do que não sabe, o sentimento é cego.
Chove. Meu ser (quem sou) renego…
Tão calma é a chuva que se solta no ar
(Nem parece de nuvens) que parece
Que não é chuva, mas um sussurrar
Que de si mesmo, ao sussurrar, se esquece.
Chove. Nada apetece…
Não paira vento, não há céu que eu sinta.
Chove longínqua e indistintamente,
Como uma coisa certa que nos minta,
Como um grande desejo que nos mente.
Chove. Nada em mim sente…”

posted Há 6 horas with 0 notas

Tenho um lado doce, tenho um lado selvagem,
tenho um lado concreto, tenho um lado miragem.
Tenho um lado escondido, tenho um lado aberto,
tenho um lado perdido, tenho um lado secreto.
Tenho um lado labareda, tenho um lado pedra
tenho um lado acertado e outro que erra.
Tenho um lado menina, tenho um lado que encanta,
tenho um lado que brilha e outro que canta.
Tenho um lado esperança e outro lado incrédulo,
tenho um lado bonança, tenho um lado casulo.
Tenho um lado arco-íris, tenho um lado sombrio,
tenho um lado juiz, tenho um lado tão frio.
Tenho um lado de amor e um de paixão,
e procuro o teu lado céu - para encontrar o meu lado chão.

posted Há 6 horas with 0 notas
slutjensen